Polícia Civil procura estelionatário que aplicou vários golpes; monteirense foi uma das vítimas

scfs

 

A Polícia Civil, através da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa – DDF – investiga a atuação do suspeito de estelionato Fábio José da Silva (foto), de 46 anos, natural de Vila Velha/ES. Ele é investigado há um mês pela DDF, período no qual confirmou-se a sua atuação ilícita, especializada em negociação de veículos.

Fábio administrava um lava jato no Bairro do Bessa e conseguiu negociar aproximadamente dez veículos, recebendo pagamentos de aproximadamente R$ 200 mil, em virtude de diversas negociações firmadas em João Pessoa, desaparecendo em poucos dias após o descumprimento fraudulento, de maneira que todas as dezenas de pessoas que negociaram os veículos (compradores e vendedores) tiveram que suportar algum tipo de prejuízo (ou não receberam a documentação dos veículos ou não receberam os valores correspondentes às transações firmadas). Uma das vítimas foi o monteirense Adjeovan, que é motorista de transporte alternativo.

A DDF só tomou conhecimento das fraudes quando o suspeito já havia fugido de João Pessoa. No entanto, até o presente momento, a DDF já conseguiu localizar e recuperar dois veículos, sendo um deles no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa, e o segundo na cidade de Monteiro, no Cariri.

As investigações da DDF permitiram descobrir, ainda, que o suspeito Fábio José, apesar de nunca ter concluído sequer o ensino fundamental, é um estelionatário reincidente, especializado na negociação de veículos de luxo, sendo procurado pelos estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul e Bahia. O suspeito já foi preso anteriormente, em setembro de 2013, na cidade mineira de Três Lagoas. Fábio – conhecido como “Fabinho da Van”, foi preso pela prática de golpes superiores a um milhão de reais, sendo localizado em uma residência de Três Lagoas. Naquela ocasião foram apreendidos doze veículos, duas vans, três motocicletas, uma identidade falsa e uma pistola 9mm, além de munições calibre .40 e 12. Fábio foi indiciado pela prática dos crimes de estelionato, lavagem de dinheiro e porte ilegal de arma.

Em João Pessoa, Fábio conseguiu negociar pelo menos dez veículos e obter um lucro superior a R$ 200 mil, em apenas poucos meses de atuação. A DDF orienta que outras vítimas do suspeito procurem a Delegacia, para que todos os fatos sejam investigados. As investigações serão direcionadas para a identificação de outras vítimas, localização dos veículos negociados e localização do suspeito, para que responda criminalmente por todas as condutas criminosas praticadas. Quaisquer denúncias poderão ser encaminhadas à DDF pelo Disque Denúncia da Polícia Civil – tel. 197 (sigilo garantido).

Sobre o golpe em Adjeovan

A vítima da cidade de Monteiro foi o motorista de transporte alternativo Adjeovan. Ele revelou que, acreditando que Fábio José tratava-se de um homem de bem, acabou fazendo com ele a troca de seu veículo, um Fiat Palio, em um Corsa, na Capital paraibana. Mas, quando tentou transferir o veículo Corsa para seu nome, descobriu que ele possuía várias restrições financeiras.

Ao tentar contato com Fábio para cancelar o negócio, ele simplesmente havia desaparecido, não atendia mais telefonemas e inclusive havia mudado de residência.

Foram vários dias de angustia para Adjeovan, que acabou procurando a Delegacia de Monteiro para colocar a disposição o carro que estava sob sua posse. Felizmente, pouco tempo depois o seu veículo foi localizado pela DDF.

Nesta quarta-feira (13), Adjeovan estará indo até a Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa para recuperar seu veículo, o Fiat Palio (Foto acima).

Com Cariri Ligado

Por: Junior Queiroz em 13 de julho de 2016

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *