Escola de ensino profissionalizante é interditada após 23 denúncias em Campina Grande

O Procon interditou uma escola de ensino profissionalizante, após receber 23 denúncias. A escola localizada próximo à Praça da Bandeira, em Campina Grande, foi denunciada por causa da instalação precária, publicidade enganosa e assédio moral na cobrança de mensalidades.

Na interdição participaram representantes do Procon juntamente com a Polícia Militar. No momento os proprietários não se encontravam no estabelecimento, porém foram contatados pelo órgão, e devem se apresentar para formalizar a ação.

De acordo com o Procon as inúmeras denúncias apresentadas foram atos infracionais contra os direitos básicos do consumidor, publicidade enganosa, cobrança indevida, falta de acessibilidade e, dentre as mais graves, a escola prometia a inserção no mercado em até 90 dias e não era reconhecida e autorizada pelo Ministério da Educação (MEC).

Pedro Farias, gerente do Procon, informou que a escola só poderá voltar as atividades após reverter os danos e comprovar ao Procon.

 

Op9

Por: Junior Queiroz em 5 de fevereiro de 2019

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *