Câmara de Santo André aprova por unanimidade projeto de abono aos profissionais da educação

O prefeito de Santo André, Edglei Amorim, enviou ao Poder Legislativo um Projeto de Lei pedindo autorização para pagar um abono a todos os profissionais ligados a educação da rede municipal. O município de Santo André acumulou de sobra dos recursos do FUNDEB em 2021 o valor de R$336.959,67 e vai pagar aos professores e servidores da educação valores que vão variar de 2.700 a 6.000 reais.

Conforme permissão dada pela legislação, o prefeito Edglei Amorim decidiu contemplar todos os profissionais da educação, ou seja: professores, auxiliares de serviço gerais, motoristas, vigilantes, monitor, coordenadores pedagógicos, etc.

O projeto foi apreciado em sessão extraordinária marcada para a noite desta terça-feira (11) na Câmara de Santo André e aprovado por unanimidade. “Agradeço aos vereadores pela agilidade de apreciação da matéria e cumprimos assim mais um compromisso com a classe dos profissionais da educação”, ressaltou Edglei.

A Presidente da Câmara, Cristiane Alves disse que assim que recebeu o projeto convocou a sessão extraordinária por entender a importância do tema e dessa valorização dos profissionais. “Sempre estaremos prontos para atender a qualquer demanda que venha a fazer o bem a cidade de Santo André”, concluiu a presidente.

O projeto de Lei do Executivo vai assegurar nos próximos dias uma injeção extra superior a 300 mil reais na economia local.

Por: Junior Queiroz em 12 de janeiro de 2022

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *