Dr. Neto recebe condenação na justiça; ex-gestor emite nota se defendendo

O ex-prefeito de Sumé, Francisco Duarte Silva Neto (Dr. Neto), foi condenado pela Justiça Federal a três anos e três meses de prisão, além de pagamento de multa de 10 salários mínimos. Ele ainda não poderá exercer função pública por cinco anos.

A decisão é do juiz Rodrigo Maia da Fonte, da 11ª Vara Federal. O ex-prefeito é acusado de desvios de recursos da área de saúde.

Apesar da condenação, ele não será preso, e a pena será substituída pela prestação de serviços à comunidade.

Ex-prefeito Neto Duarte se defende de condenação em processo das ambulâncias

Após divulgação da condenação pelo juiz federal da 11ª Vara da Justiça Federal, primeira instância, o ex-prefeito de Sumé, Francisco Duarte da Silva Neto (doutor Neto), declarou que irá recorrer da decisão por considerar que a mesma está completamente equivocada.

Sobre o mesmo fato (caso das ambulâncias), o Tribunal Regional Federal da 5ª Região já inocentou doutor Neto na Ação Civil Pública de Improbidade Administrativa nº 0005202.39.2008.4.05.8200.

O próprio Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) já fez análise do processo de licitação da compra da ambulância e entendeu que não houve nenhum tipo de sobre preço na aquisição do veículo de Sumé.

Doutor Neto sequer comprou a ambulância, apenas homologou o processo licitatório e o veículo foi adquirido em conformidade com os parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Saúde em harmonia com a Metodologia do Tribunal de Contas da União.

Outros prefeitos do país já foram absolvidos pelo mesmo fato e assim doutor Neto confia que com ele não será diferente ao recorrer da decisão, tendo em vista que o mesmo apenas prestou um relevante serviço ao município adquirindo uma ambulância que desde então vem salvando vidas da população.

Por: Junior Queiroz em 7 de outubro de 2017

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Um Comentário

  1. Lucas Lima disse:

    Corrupto, bandido, ladrão, esse povo de sumé é cego por eleger um crápula desse!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *