”Coronavac reduz em 97% o risco de morte”, diz Geraldo Medeiros após relatos de óbitos de pessoas vacinadas

Após começarem a circular relatos de pessoas que morreram de covid-19, mesmo após tomarem duas doses da vacina, o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, reforçou que as três vacinas disponíveis no Brasil (Coronavac, Astrazeneca e Pfizer) são seguras e eficazes. ”A Coronavac reduz em 97% o risco de morte, mas nenhuma vacina é 100%”, afirmou em entrevista.

O secretário ressaltou a eficácia da Coronavac, porque na maior parte dos casos relatados, a pessoa teria sido vacinada com o imunizante do Instituto Butantan. Geraldo Medeiros esclareceu, portanto, que a vacina funciona, mas não reduz em 100% o risco de morte, o que nenhuma vacina faz.

Outra questão a ser observada é que, segundo o secretário, em muitos casos de pessoas vacinadas que tiveram covid-19, a pessoa já estava com a doença quando tomou a segunda dose da vacina. ”Quando a pessoa contrai a doença passados 14 dias da segunda dose, geralmente são casos leves. É muito raro ter algum caso grave passado esse período”, disse.

Por: Junior Queiroz em 31 de maio de 2021

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *