Gurjão na ‘briga’ contra doenças transmitidas pelo Aedes

20160403095643

 

A luta contra o mosquito da dengue e todas as doenças transmitidas por ele é o foco em várias organizações de saúde ao redor do mundo e, na terra do Bode na Rua, a preocupação não poderia ser diferente.

Para fugir de uma pandemia que vem assustando todo mundo, a Prefeitura, através da secretaria Municipal de saúde, intensificou as ações que vão desde a extinção dos focos do mosquito ao cuidado com as pessoas já infectadas pelo vetor.

A secretária de saúde, Bruna Moura, fala de todas as ações desenvolvidas por sua pasta destinadas ao combate a dengue, Zika e Chikungunya.

Segundo ela, a Secretaria de Saúde vem realizando uma série de ações intensivas de combate ao mosquito Aedes aegypti, o foco é a extinção dos criadouros nas residências, ação que tem o apoio dos agentes de endemias com a aplicação de larvicidas e apoio preventivo com a realização de palestras educativas.

Todas as pessoas que apresentam sintomas semelhantes aos das doenças transmitidas pelo mosquito estão sendo acolhidas pela Unidade Mista de Saúde, onde foram tomados os cuidados necessários (sorologia e medicação adequada).

A secretária ressalta que o estoque das medicações devidas para o tratamento dessas doenças foram reforçados, e alerta que além da medicação, as vítimas devem tomar muito líquido e permanecer em repouso afim de evitar o agravamento dos casos.

Nos últimos dias, comentários em redes sociais levantaram insinuações ligando óbitos recentes em Gurjão à um “assustador cenário” em que o município possivelmente se encontra.

Ela garante que nenhuma morte foi ligada a dengue, zika ou chikungunya, citando que as mortes foram causadas por problemas cardíacos, respiratórios e renais (de acordo com os boletins oficiais), e que qualquer alarme com relação aos casos é exagerado.

Os dados oficiais mostram que até o momento foram notificados 35 casos de Chikungunya e 11 de infecção por Zika vírus em Gurjão.

Ascom

Por: Junior Queiroz em 3 de abril de 2016

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *