Acusado de matar policial em Juazeirinho é condenado

20160329172754

Evandir Martiniano, submetido a júri popular nesta terça-feira (29) no fórum desembargador Evandro de Sousa Neves, foi condenado a 20 anos e 6 meses de prisão pelo assassinato do policial militar, Alexandre Guerra, crime ocorrido na madrugada de 11 de outubro de 2014 no clube Municipal, em Juazeirinho.

Na ocasião, Evandir cortou a garganta do policial com uma faca peixeira na saída de uma festa e foi preso em flagrante.

Desde então, cumpre pena no presídio do Serrotão, em Campina Grande.

Evandir foi condenado por homicídio duplamente qualificado e o advogado de defesa disse que vai recorrer da decisão porque achou a pena muito alta e injusta.

Atuação da acusação

Merece destaque neste júri, dois jovens que atuaram de forma brilhante, o promotor, dr Bruno Leonardo Line e o advogado soledadense, dr Sydcley Batista de Oliveira.

Ambos atuaram magistralmente na acusação, conseguindo provar minuciosamente que, realmente, o acusado cometera o crime e comoveram os jurados.

Presidiu o tribunal do júri, o juiz da Comarca de Juazeirinho, dr José Alexandre Gonçalves Trineto que, ao final, leu a sentença.

Dr Sydcley, que auxiliou a promotoria na acusação, ficou satisfeito com a sentença.

“Graças a Deus, trouxemos Justiça”, disse ele ao término do júri.

Com heleno Lima

Por: Junior Queiroz em 29 de março de 2016

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *