Geraldo detalha motivos da suspensão temporária da vacina da Astrazeneca

Em entrevista a imprensa o secretário de Saúde da Paraíba Geraldo Medeiros, comentou sobre os motivos da suspensão da aplicação de doses da Astrazeneca em gestante e puérperas, que para ele é “temporária”. A indicação contrária a aplicação do imunizante aconteceu por parte do Ministério Público, que investiga a morte de uma gestante de 35 anos no Rio de Janeiro.

“Após avaliação desse caso, na nossa ótica, a campanha de vacinação a gestantes e puérperas [com doses da vacina Astrazeneca] será reiniciada. É importante ressaltar que gestantes e puérperas com fatures de comorbidades continuarão sendo vacinadas com a vacina Pfizer desde que o Butantã/Coronavac está sendo destinado para a segunda aplicação”, afirmou.

Por: Junior Queiroz em 12 de maio de 2021

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *