Vice-prefeito de Parari rebate acusações da oposição e pede que derrotados desçam do palanque

O vice-prefeito da cidade de Parari, Genival Queiroz, participou do Jornal do Meio Dia da Serra Branca FM e rebateu acusações do atual Presidente da Câmara, Diógenes Correia de que o vice-gestor teria oferecido R$ 200 mil para um vereador aderir ao grupo governista.

Genival disse que levará esse caso a justiça, pois nunca fez nenhuma oferta para vereador. Ele afirmou que se tivesse esse dinheiro disponível usaria para cavar poços para a população do município e não para fazer esse tipo de política.

“Essa acusação terá que ser provada na justiça, não tenho esse dinheiro, mas se tivesse usaria para cavar poços para a população que precisa. Não faço esse tipo de política. Essa oposição deveria se conformar com a derrota e descer do palanque, pois o povo precisa de políticos que trabalhem por eles e não daqueles que vivem de atacar e brigar”, disse Genival.

O vice-prefeito disse ainda que juntamente com o prefeito Josa, estão bastante satisfeitos com os quatro vereadores que apoiam o governo, tendo em vista que um dos eleitos virou para a oposição com a promessa de ser Presidente da Câmara.

O prefeito Josa também se declarou sobre o caso e disse que sofreu quatro anos de perseguição por ter minoria na Câmara, mas mesmo assim conseguiu trabalhar pelo povo e ser reconhecido nas urnas, e daqui para frente não temia enfrentar mais um desafio.

“Já sofri quatro anos de perseguição e tenho orgulho desses quatro homens (vereadores) que não se venderam e continuam firme do nosso lado. Será mais quatro anos de muito trabalho com as bênçãos de Deus e isso eles não vão impedir só porque tem uma maioria na Câmara”, disse o prefeito.

 

Paraíba Mix

Por: Junior Queiroz em 21 de dezembro de 2016

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *