Presidente da Câmara de Juazeirinho e marido são investigados por suspeita de nepotismo

A presidente da Câmara Municipal de Juazeirinho, Maria Josenilda de Vasconcelos Bento, conhecida como Nilda de Cícero (Avante), e o ex-presidente da Casa, Cícero da Silva Bento, estão sendo investigados pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) por suposta prática de nepotismo. Portaria, assinada pelo promotor Dmitri Amorim, que instaura a investigação foi publicada na sexta-feira (1º).

Ambos se tornaram alvo do MP após “ofício oriundo do Ministério Público Federal”, conforme a Promotoria de Justiça de Juazeirinho.

Maria Josenilda Vasconcelos também será alvo de outra apuração, um suposto acúmulo ilegal de cargo público. “Acumulação ilegal de cargo público por parte da investigada Maria Josenilda de Vasconcelos Bento, que teria percebido remuneração do município de Juazeirinho, sem contudo, prestar serviços, entre os meses de janeiro a julho do corrente ano (2021)”, versa techo da portaria do MPPB.

O promotor Amorim cita na portaria uma claúsula do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a vedação da nomeação de “cônjuges companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau” para cargos públicos, implicando na prática de nepotismo.

O Ministério Público solicitou à Câmara Municipal, que Nilda preside, que envie no prazo de dez dias úteis as cópias dos contracheques de Cícero da Silva Bento. Além disso, também solicitou à Prefeitura de Juazeirinho cópias dos contracheques de Maria Josenilda, referente aos meses de janeiro a julho deste ano.

O que mostra o TCE

De acordo com o Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres), do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), Cícero já recebeu R$ 14 mil como funcionário comissionando da Câmara Municipal de Juazeirinho. Ele tem um salário mensal de R$ 2 mil, onde está contratado, pela sua companheira, a presidente Nilda de Cícero, como tesoureiro. Veja registro do TCE:

(Foto: Reprodução/TCE-PB)

Ainda conforme o Sagres, Maria Josenilda de Vasconcelos é funcionária efetiva da Prefeitura de Juazeirinho como auxiliar de serviços gerais, com um salário de R$ 1,1 mil. No total, neste ano ela já recebeu R$ 8,2 mil do erário juazeirinhense. Confira registro do TCE:

(Foto: Reprodução/TCE-PB)

Nas redes sociais

Cícero Silva Bento torna público fotos suas em suposta atuação na Câmara de Juazeirinho. No dia 13 de abril deste ano ele sinalizou que atuaria profissionalmente na Casa Legislativa.

Em foto publicada em uma mesa de escritório, com legenda que remete a trabalho, ele  chegou a marcar na localização a Câmara de Juazeirinho. “O trabalho não apenas dignifica o ser humano, mas dá sentido a existência. Nos torna úteis para o outro e para nós mesmos”, legendou. Veja abaixo:

(Foto: Reprodução/Instagram)

No dia 4 de janeiro deste ano, Cícero registrou a “mudança” de cargo: de presidente para tesoureiro. “Pode ter mudado o cargo, mas o trabalho continua, o trabalho não vai parar, o amor pela nossa cidade, pelo povo me faz trabalhar ainda mais pela nossa gente. Seguiremos avançando”, disse o ex-presidente da Câmara, e marido de Maria Josenilda, atual presidente.

Paraíba Já

Por: Junior Queiroz em 3 de outubro de 2021

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.