Polícia registra dois casos de violência contra a mulher em Serra Branca

Delegacia PARAIBAMIX

 

A violência contra a mulher acontece de diversas formas e intensidades e deixam marcas profundas nas vítimas. De acordo com a pesquisa Mulheres Brasileiras nos Espaços Públicos e Privado, no Brasil, estima-se que cinco mulheres são espancadas a cada dois minutos. O parceiro, seja ele marido, namorado ou ex é o responsável por mais de 80% dos casos reportados.

Neste final de semana, em Serra Branca, município do Cariri Paraibano, mais duas mulheres foram vítimas e sofreram agressões, que foram cometidas por companheiro e ex-companheiro.

Na madrugada deste domingo (23), o vigilante Sandoval Valdivino de Sousa foi detido após ameaçar e agredir sua ex-companheira, que estava em casa, no bairro dos Pereiros. A vítima foi Tâmara de Oliveira Barros.

Já na noite de ontem, no bar de Soraia, no bairro do Odonzão, Adriana Rodrigues de Araújo, de 32 anos, foi agredida com um soco na boca. O agressor foi seu marido de nome Adriano da Silva, de 41 anos. De acordo com as informações, ele estava alcoolizado e a agressão foi motivada por ciúmes.

A Polícia Militar foi acionada e o suspeito empreendeu fuga.

Também existem outras canais que podem ser utilizados pelas mulheres para denunciar os agressores, como o ligue 180, da Central de Atendimento a Mulher.

 

com de olho no cariri

Por: Junior Queiroz em 24 de outubro de 2016

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Um Comentário

  1. Jessica Silva disse:

    Muitoo bom artigo, vou acompanhar mais esse site, parabens pelo conteudo !!! Obrigadaa!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *