RETROSPECTIVA 2016: Bandidos atuaram 17 vezes contra bancos e correios do Cariri

 

As quadrilhas especializadas em explosões e ataques as agências bancárias de maior porte não baixaram a guarda e continuaram atuando no ano de 2016.

Neste ano os bandidos atuaram sete vezes contra agências bancárias de seis importantes cidades da região. As ações foram feitas por articuladas quadrilhas fortemente armadas e com grande poderio explosivo.

Já no primeiro mês deste ano, mais precisamente na manhã do dia 28 de janeiro, a cidade de Juazeirinho viu sua agência do banco do Brasil ser atacada por cerca de 15 homens fortemente armados que explodiram um dos cofres e danificaram os caixas eletrônicos da agência.

Na oportunidade os bandidos deixaram ainda uma bolsa cheia de dinamite no local prontas para serem acionadas e atiraram contra lojas e estabelecimentos causando um verdadeiro terror na cidade.

A segunda cidade que teve sua Agência do Banco do Brasil atacada no ano foi Serra Branca, quando na madrugada do dia 03 de março a população acordou em uma verdadeira cena de guerra com uma quadrilha de aproximadamente 10 homens, espalhados por várias partes da cidade, atirando pelas ruas centrais e enfim causando uma das maiores explosões já vista na região, deixando o interior da agência destruído.

Esse fato chamou atenção de todo Estado, tendo em vista que a Agência de Serra Branca ainda não estava em funcionamento, devido a outra explosão que tinha ocorrido há apenas três meses.

Cerca de 6 pessoas que passavam pela avenida na hora do crime foram feitas reféns e um deles então avisou ao grupo que o banco não tinha dinheiro, pois não havia sido reaberto desde o último ataque.

Os criminosos ainda pensaram em assaltar os Correios, que fica bem ao lado, mas desistiram bradando que lá não valeria à pena, fugindo logo em seguida.

Até então, a agência de Serra Branca não voltou a realizar transações com cédulas, prejudicando a população de 8 cidades.

Quatro dias após a explosão em Serra Branca uma quadrilha voltou a agir na região. Desta vez um grupo formado por quatro bandidos em duas motocicletas explodiu a Agência do Bradesco da cidade de Livramento. Na oportunidade os bandidos ainda fizeram uma pessoa refém, liberando logo em seguida e fugindo com o dinheiro em destino ao estado do Pernambuco. Apenas essa agência de Livramento já foi alvo de explosões e assaltos seis vezes, se tornando uma das mais atacadas de toda a região do Cariri.

Logo depois foi a vez da cidade de Soledade sofrer com os ataques. A população da cidade viu as quadrilhas atuarem duas vezes no município. A primeira delas no dia 17 de maio quando foi explodida a agência da Caixa no município. Já no dia 28 de agosto foi a vez dos bandidos atacarem o Banco do Brasil da cidade que viu suas duas principais agências explodidas.

A cidade de Taperoá também foi vítima da ação dos bandidos quando um grupo formado por cerca de oito assaltantes explodiu o cofre da agência do BB da cidade na madrugada do dia 02 de junho.

Segundo informações da polícia, a quadrilha chegou em uma caminhonete branca, arrombou a porta da agência e explodiu o cofre. Os assaltantes fugiram com uma quantia em dinheiro não informada pela polícia.

Uma das principais cidades do Cariri, Sumé também teve sua agência do BB explodida por um grupo fortemente armado, formado por cerca de 15 homens. O fato ocorreu na madrugada do dia 29 de maio, por volta das 2:40.

Muitas dessas agências bancárias atendem a população das cidades vizinhas. No total, as sete explosões ocorridas neste ano deixaram prejudicados os atendimentos bancários a população de cerca de 25 municípios da região.

Até a última quinta-feira (22), 102 ataques foram registrados aos Bancos no estado. Em 2015 esse número chegou a 132 batendo um recorde de ações contra bancos. Os dados são do Sindicato dos Bancários da Paraíba.

CORREIOS ATACADOS EM 10 AÇÕES CRIMINOSAS

Além dos ataques aos grandes Bancos, as agências dos Correios também foram alvo dos bandidos neste ano de 2016.

Ao todo, foram 10 ações em toda região, sendo três assaltos, uma tentativa, dois arrombamentos e quatro explosões.

As cidades vítimas dos ataques foram Taperoá, São João do Cariri (2 ações), Caraúbas, São Domingos do Cariri, Santo André, Camalaú, Gurjão, Prata e São José dos Cordeiros onde os bandidos iriam assaltar a agência local, mas ao encontrá-la fechada, decidiram atacar um posto de combustível da cidade.

Em São João do Cariri, a população viu a agência dos correios ser atacada duas vezes esse ano.

No dia 25 de maio dois homens armados chegaram ao local em um corsa de cor prata e entraram na agência com um pacote, como quem iria deixar uma encomenda. Em ação rápida, eles invadiram a agência, renderam o vigilante e levaram sua arma e colete a prova de balas.  Os bandidos roubaram todo o dinheiro existente na unidade, valor que não foi informado pela polícia na época.

A outra ação ocorrida na cidade foi no dia 27 de outubro quando um grupo formado por oito homens explodiu a mesma agência dos Correios. Após a ação, o grupo fugiu em destino ignorado espalhando grampos na cidade e dificultando o trabalho da polícia.

Na época, um veículo, que supostamente utilizado na fuga, foi encontrado abandonado em uma comunidade rural do município.

Outra demonstração de ousadia dos bandidos na região ocorreu na cidade de Santo André no dia 03 de novembro.

Quatro homens chegaram ao local em um Fiat Palio de cor preta e arrombaram a porta da agência. Todo o dinheiro do cofre foi levado.

Os Policiais tentaram sair do destacamento para atender à ocorrência, mas foram encurralados pelos próprios criminosos que os aguardavam na rua.

Somando os ataques as Agências Bancárias aos Correios o ano de 2016 deixa até o momento 17 ações criminosas contra instituições bancárias na região. Um número assustador para uma região com pouco mais de 30 municípios.

 

Paraíba Mix

Por: Junior Queiroz em 25 de dezembro de 2016

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *