Jovem atropela agente de trânsito, tem prisão decretada, mas recebe salvo conduto da Justiça

O desembargador Joás de Brito Pereira Filho concedeu habeas corpus e suspendeu o mandado de prisão temporária de Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva. O documento foi emitido na madrugada deste domingo (22), por volta das 3h da madrugada. O jovem é suspeito de atropelar o agente de trânsito Diogo Nascimento, 34 anos, na madrugada de sábado (21) durante uma blitz da Lei Seca, no bairro do Bessa, em João Pessoa.

Com a nova decisão do desembargador e presidente eleito do Tribunal de Justiça da Paraíba, o jovem não é mais considerado foragido da justiça conforme tinha sido divulgado pela Polícia Civil. De acordo com o documento, o desembargador afirma “não existir justa causa a justificar o cerceamento do direito de locomoção, ressalvado fatos novos justificadores da medida extrema durante a instrução”, assina o documento Joás de Brito.

A prisão preventiva havia sido solicitada pela Delegacia de Homicídios e expedido pela juíza Andrea Arcoverde, plantonista do 1º Juizado Especial Misto do Fórum de Mangabeira, em João Pessoa, nesse sábado (21).

Entenda o caso

Um agente da Operação Lei Seca foi atropelado por um carro de luxo, na madrugada deste sábado (21). O acidente aconteceu no bairro do Bessa, em João Pessoa, durante trabalho da equipe de fiscalização. A vítima foi socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma da Capital e morreu pouco tempo depois de internado.

O coronel Lívio Delgado, da Polícia Militar, explicou que por volta das 2h, o motorista do veículo modelo Porsche teria desobedecido à ordem de parada dada pelos agentes do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) e atropelou o agente Diogo Nascimento de Souza, em frente ao Clube dos Médicos.

Rodolpho Carlos conduzia o veículo da marca Porsche, de placa PXB-0909, registrado em nome de Ricardo de Oliveira Carlos da Silva, empresário paraibano do ramo automobilístico.

O chefe da Divisão de Policiamento de Trânsito do Detran, capitão Rosenstock, informou que o veículo está em nome de Ricardo de Oliveira Carlos da Silva, empresário do ramo automobilístico, no entanto, ainda não há confirmações do nome do condutor do veículo.

O advogado Sheyner Asfora do empresário Ricardo de Oliveira Carlos da Silva, comunicou que o condutor do veículo irá se apresentar à Justiça e que a família está solidarizada com a dor da família do agente e lamenta o acidente.

O condutor fugiu, mas a placa do automóvel (PBX-0909- Brasília- Distrito Federal) caiu no local e foi recolhida pela equipe.

Com MaisPB

Por: Junior Queiroz em 23 de janeiro de 2017

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *