João Azevêdo suspende funcionamento de bancos, casas lotéricas e comércio em regiões com casos confirmados de coronavírus

O governador João Azevêdo anunciou, nesta sexta-feira (20), por meio de transmissão ao vivo em suas redes sociais, novas medidas restritivas que visam conter a disseminação do coronavírus na Paraíba. Dentre as ações anunciadas pelo gestor está a suspensão do funcionamento de bancos, casas lotéricas e comércio (exceto supermercados, padarias, farmácias, postos de combustíveis e outros serviços essenciais) em cidades e suas respectivas Regiões Metropolitanas que tenham casos confirmados da Covid-19. O decreto com as novas exigências será publicado no Diário Oficial do Estado deste sábado (21) e terá vigência inicial de 15 dias.

O documento também decretará a suspensão de missas, cultos e cerimônias religiosas e o desembarque e circulação da tripulação dos navios de carga, exceto para casos de atendimento médico de urgência, no Porto de Cabedelo. “Já publicamos dois decretos e amanhã (21) sairá mais um com as regras anunciadas hoje (20) para que os municípios possam cumprir e se adequar às condições que levam em conta a análise do perfil epidemiológico do Estado e precisamos entender a responsabilidade que temos com nós mesmos e com o próximo, por isso, o lema é: fique em casa. Nós temos feito, ao longo dos últimos meses, tudo que é possível em termos da gestão da saúde e de investimentos para que a gente possa prestar o melhor serviço à população”, explicou o governador.

Na ocasião, ele também anunciou mudanças na circulação da frota de transporte intermunicipal da Região Metropolitana de João Pessoa e de Campina Grande, que será paralisada neste final de semana e, a partir de segunda-feira (23), voltará a funcionar, porém com horário reduzido. Já os transportes que interligam todos os municípios da Paraíba, terão a frota reduzida a partir de amanhã. A balsa que faz a travessia Costinha/Cabedelo/Costinha também terá o horário reduzido neste fim de semana; e as lanchas de transporte fluvial, que fazem a travessia Costinha/Forte Velho/Cabedelo, funcionarão com horário e capacidade de pessoas reduzidos.

“Esse é um momento de crise e que nos preocupa muito. Nós sabemos que as medidas que estamos tomando têm impactado a vida das pessoas, mas visam à proteção de cada cidadão do Estado porque o objetivo é evitar a disseminação muito rápida e temos certeza de que, com essas ações que estão sendo adotadas, iremos suavizar a curva de contaminação. Nós preparamos a estrutura física dos hospitais, de pessoas e de equipamentos para oferecer à população um atendimento dentro do padrão exigido em uma situação como essa”, disse.

Em conversa com os paraibanos, ele ainda apresentou pleitos dos governadores de todo o país na área econômica ao governo federal, como a instituição da renda básica de cidadania, a fim de destinar recursos para amparar a população economicamente vulnerável. “Nós estamos pedindo que se estabeleça uma bolsa para que essas pessoas, a exemplo dos autônomos que terão suas atividades suspensas, tenham uma renda, o que é extremamente importante para atravessar essa fase difícil”, falou.

Por: Junior Queiroz em 21 de março de 2020

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *