Ex-prefeito de Camalaú emite nota esclarecendo compra de um trator realizada em sua gestão

Em nota enviada à imprensa na manhã desta quinta-feira (21), o ex-prefeito de Camalaú, Aristeu Chaves, rebateu acusações que lhe foram feitas no último final de semana, acusando de ter superfaturado a compra de um trator à época em que foi prefeito do município. Confira a nota enviada na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O ex-Prefeito de Camalaú Aristeu Chaves, vem mais uma vez a público prestar esclarecimentos sobre a absurda e lunática matéria publicada no último final de semana em dois blogs pagos com dinheiro da população de Camalaú, acerca da compra de um trator no ano de 2006, há 14 anos portanto.

O Prefeito Alecsandro Bezerra dos Santos, conhecido como Sandro Môco, desde o primeiro dia de sua gestão, vem deliberadamente mantendo uma abominável e inaceitável postura de perseguição aos seus adversários, usando inclusive para isso, a estrutura administrativa da Prefeitura, tais como Advogados e meios de comunicação pagos com recursos públicos do povo de Camalaú, principalmente por meio do programa INSTITUCIONAL da Prefeitura que semanalmente ao meio dia das quintas feiras é levado ao ar através da conceituada Rádio Cidade de Sumé.

Contaminado com o vírus da corrupção que instalou-se no seu governo, o referido gestor, certamente que em represália às recentes e graves denúncias sobre o escandaloso esquema de Notas Fiscais com peças fictícias ou com valores superfaturados, constatados nos balancetes da Prefeitura de Camalaú, nos anos de 2017, 2018, 2019 e 2020, usando inclusive para essas ações fraudulentas, recursos federais destinados às áreas de Educação e Saúde, em vez de se explicar a população, ele mais uma vez parte para o ataque criando como sempre mentiras e informações falsas.

Com essas suas tresloucadas ações de plantar mentiras e notícias falsas, o Prefeito tenta tirar o foco da população, foge do assunto e nega-se a apresentar justificativas ao povo de Camalaú, sobre os escandalosos valores constantes nessas ações fraudulentas, cujos somatórios ultrapassam mais de um milhão e cem mil reais em Notas Fiscais de peças e pneus.

Comente-se na cidade que apenas um único ônibus foi aprovado nas vistorias para o transporte escolar, mas nos balancetes de 2019, há uma enxurrada de notas fiscais na sua maioria com valores em torno de R$. 10.000,00 mil reais de peças para cada ônibus. Entre as inúmeras peças FICTÍCIAS constatadas, apenas como exemplo, estão peças para Carreta, Caminhão Mercedes Benz e Ford F4000, no entanto o município não possui esses veículos, bem como tem peças como Cuicas para ônibus que o freio é a AR; Buzina de 24 volt para veículo que é de 12 volt; Dois pistões para o ônibus NPX 2611, porém só se troca os quatro e o motor dele nunca foi aberto; Junta de tucho MWM X10 que além de ser para caminhão F4000, custa em média R$. 15,00 reais mas na Nota Fiscal ela está com o valor de R$. 131,25; Cilindro mestre para ônibus que o freio é a AR; 08 carretas para a caixa de marcha do ônibus de placa NPW-8211, igualmente 08 carretas para a caixa de marcha do ônibus de placa NQE-0695, aqui só “faltou” ou “esqueceram” da 6ª marcha para as caixas de marcha desses dois ônibus.  

Dentre as inúmeras irregularidades constatadas, verifica-se ainda, a existência de pneus para veículos que não pertencem a Prefeitura, de pneus com tamanhos que não cabem nas rodas dos veículos indicados nas notas, de quantitativos superiores ao número de pneus que determinado tipo de veículo usa, assim como tipos de peças que não são utilizadas pelos veículos da municipalidade, ou com valores superfaturados em alguns casos em mais de 500%, enquanto isso, a frota de veículos do Município está em situação de extrema precariedade, com a Secretaria de Infra Estrutura parecendo mais um cemitério de veículos quebrados e ou desmontados.

Em um curto período à frente da gestão municipal, mas já atolado em vários atos de corrupção, inclusive denunciado pelo Ministério Público por ato de Improbidade Administrativa, o Prefeito Sandro Moco, em pleno exercício do mandato e na ânsia pela reeleição, em vez de se explicar perante a população de Camalaú, parte para a sua já conhecida e abominável conduta de tramar, mentir e atacar seus opositores, plantando notícias e informações falsas, tentando medir os outros com a mesma régua da corrupção que instalou-se no governo dele, e, numa verdadeira confissão indireta, busca desesperadamente justificar seus desmandos perante a população, tentando atribuir aos outros, a prática de atos ilegais que se tornaram rotina na sua gestão.

A notícia plantada pelo Prefeito em blogs e meios de comunicação que são contratados a preço de ouro cor recursos que deveriam ser usados em benefício do povo do nosso Município, – mais de R$. 160.000,00 mil reais gastos com publicidade para tentar enganar a população divulgando ações que não fez, noticia supostas irregularidades na execução de um Convênio celebrado com o Governo Federal no ano de 2006, há 14 anos portanto, para compra de um Trator, tendo todo o processo licitatório ocorrido dentro da mais absoluta legalidade, bem como com o preço igual ou menor que os que foram comprados por outras Prefeituras naquele ano, tanto é verdade que o Convênio foi devidamente aprovada tanto pelo Tribunal de Contas do Estado como pelo Ministério da Agricultura sem qualquer tipo de ressalva ou recomendação.

Registre-se por oportuno, que com o valor de R$. 97.500,00, recebidos por meio do Convênio celebrado com o Ministério da Agricultura no ano de 2006, além de ter sido comprado o primeiro trator de tração 4×4 da história do nosso Município, – R$. 83.000,00, foram comprados também para servir ao povo de Camalaú, uma plaina enchedeira por R$. 16.980,00, uma grade aradora por R$. 4.170,00 e com a sobra dos recursos, – R$. 2.520,00, conseguimos comprar ainda mais 18 discos para equipar os tratores e arar as terras dos nossos agricultores.

As providências jurídicas já foram devidamente adotadas, a fim de que a verdade seja devidamente restabelecida e os responsáveis pelas caluniosas notícias punidos na forma da lei.

Essa postura do Prefeito Sandro Môco, só vem demonstrar o desespero diante da repugnância que a população tem demonstrado acerca dos graves atos de corrupção constatados no seu governo, a população de Camalaú exige explicação sobre contrato fraudulento para locação de veículo, sobre o injustificável pagamento de bandas com dinheiro da Prefeitura nos carnavais do balneário nos anos de 2018, 2019, 2020 e do dinheiro apurado na bilheteria, nos estacionamentos para veículos e motos, das taxas cobradas dos donos de bares e quiosques, pois embora solicitado formalmente em sessões da Câmara de Vereadores, o Prefeito nunca prestou contas desse dinheiro, o povo quer justificativas para as notas Fiscais de peças e pneus para veículos que não existem no Município, quer saber em que foram investidos os mais de 900 mil reais que Jacinto deixou em caixa, o que foi feito com o dinheiro da venda de uma Patrol semi nova, da venda da S10, do Trator Ford e dos dois fiats Uno. A pergunta que fica no ar é, Foi tudo “investido” na compra de peças para veículos?

Em vez de trabalhar e levar obras e ações para a melhorar a vida do povo de Camalaú, mais uma vez o Prefeito Sandro Môco parte com sua sórdida trama, plantando mentiras e notícias falsas através dos meios de comunicação pagos com o dinheiro da população, tentando a todo custo denegrir a imagem dos seus opositores, querendo justificar assim os seus graves erros e, por meio de uma indireta CONFISSÃO, tenta passar para a população mais ou menos a seguinte mensagem: “Eu estou errando e praticando CORRUPÇÃO mas meus antecessores também erraram”. Pare de destruir Camalaú, procure trabalhar que é isso que a população espera Prefeito, essa sua estratégia sórdida de tentar a todo momento denegrir a imagem dos outros não cola, o povo de Camalaú está vendo o desastre do seu governo, por outro lado, sabe muito bem como foi o trabalho dos seus antecessores e como o Município avançou no período de 2005 a 2016.

Camalaú não aguenta tantas mentiras e enganação. Por mais que meu opositor tente criar factoides na tentativa de me igualar aos seus atos ilegais jamais irá conseguir. Tenho uma vida limpa, honesta e todos os cargos públicos que ocupei e ocupo, tenho compromisso, responsabilidade e zelo com a coisa pública. A população de Camalaú e do Cariri me conhece.

Em um futuro bem próximo, Camalaú voltará a sorrir e ter dias melhores.

Aristeu Chaves – Ex-prefeito de Camalaú

Por: Junior Queiroz em 21 de maio de 2020

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *