Enquanto Coronavírus avança no interior, associações de prefeitos lutam por mais dois anos de mandato, por Júnior Queiroz

Por Júnior Queiroz

No dia de hoje (26/05) os dados mostram que chegamos a 23.522 mortes provocadas pela Covid-19 e 376.669 casos confirmados da doença em todo o país. Os dados mostram também que casos começam a se intensificar nas cidades do interior onde a situação pode se tornar ainda mais complicada pela falta de estrutura de saúde.

Todos esses dados e a previsão de dias difíceis pela frente parecem não estarem nas pautas de prioridades das mesas diretoras de algumas associações municipalistas como a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o Movimento Mulheres Municipalistas (MMM) que hoje divulgaram uma Carta em que defendem a prorrogação dos mandatos dos prefeitos por conta da pandemia causada pelo coronavírus.

É sério isso? Ao invés de apresentar propostas e reivindicações em prol dos pequenos municípios no enfrentamento a pandemia essas associações estão trazendo de volta a pauta em causa própria que pede a unificação dos mandatos com a realização de uma eleição geral em 2022. Ou seja, que sem combinar com o povo venha a ser concedido mais dois anos de mandato para seus prefeitos.

Sobre o mérito da questão não é demais lembrar que a população foi as urnas eleger os prefeitos para 4 anos e não 6. Essa proposta atinge o processo democrático e a intenção popular nas urnas. As instituições e os maiores juristas já declararam que há viabilidade de manter o calendário eleitoral ou no máximo adiar a eleição em alguns meses quando tudo estiver voltando a normalidade.

Neste momento de crise e dificuldades a sociedade esperava dessas associações uma carta em prol dos empregos perdidos, ampliação do auxílio emergencial, UTIs para regiões do interior, mas tem uma parcela da classe política que faz por onde a população levantar o velho jargão “que eles só pensam neles”.

Enquanto isso, uma parte dos gestores que faz um trabalho sério e neste momento toma até medidas impopulares em prol das vidas também sofre o reflexo sem nenhuma culpa. Acredite, tem muitos prefeitos que não se apegam a esse tipo de proposta.

Bola fora, presidentes!

Júnior Queiroz é radialista e Diretor do Portal Paraíba Mix

Por: Junior Queiroz em 26 de maio de 2020

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *