Bolsonaro revoga decreto que estuda gestão privada de Unidades Básicas de Saúde

Jair Bolsonaro decidiu revogar o decreto que autorizou a realização de estudos de modelagem para parcerias público-privadas na construção e gestão de Unidades Básicas de Saúde.

Ele escreveu no Facebook que a narrativa de privatização do SUS é falsa e que o espírito do decreto era permitir encerrar obras inacabadas.

“Temos atualmente mais de 4.000 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e 168 Unidades de Pronto Atendimento (UPA) inacabadas. Faltam recursos financeiros para conclusão das obras, aquisição de equipamentos e contratação de pessoal.”

Com O Antagonista

Por: Junior Queiroz em 28 de outubro de 2020

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *