Erundina vê falta de representação feminina na Câmara

Erundina-1

 

Deputada federal pelo Estado de São Paulo, a paraibana Luíza Erundina (PSOL) não conseguiu uma boa votação para presidente da Câmara Federal, em substituição ao peemedebista, Eduardo Cunha, que renunciou ao mandato.

Na eleição realizada na noite desta quarta-feira (13), Erundina somou apenas 22 votos dos colegas de parlamento, ficando na 6ª colocação entre os treze candidatos na disputa.

Rodrigo Maia com 120 votos e Marcelo Castro, com 106, disputam o segundo turno.

Confira o resultado do primeiro turno

Placar na Câmara

No seu discurso antes da votação, Erundina lembrou que uma mulher ainda não tinha sido eleita para presidir a Casa e atribuiu o fato ao que ela chamou de “sub-representação feminina” no parlamento.

Erundina disse que se eleita promoveria uma radical mudança de práticas e atitudes que, segundo ela, na atual gestão foi marcada por “autoritarismo e desrespeito as normas regimentais da Casa”.

Por: Junior Queiroz em 14 de julho de 2016

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *