Bebianno desabafa e diz que se arrepende em ter ajudado a eleger Bolsonaro

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, fez um desabafo para interlocutores próximos e disse estar profundamente arrependido em ter trabalhado ativamente pela eleição do presidente Jair Bolsonaro. As informações são do colunista Gerson Camarotti, do G1.

“Preciso pedir desculpas ao Brasil por ter viabilizado a candidatura de Bolsonaro. Nunca imaginei que ele seria um presidente tão fraco”, disse para um aliado. Segundo Camarotti, do G1, ele também demonstrou preocupação com o efeito deste protagonismo dos filhos nas decisões do País e reconheceu que o governo precisa descer do palanque para administrar o Executivo.

O colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, conversou com um interlocutor que disse que Bebianno “perdeu a confiança” no presidente. “Tenho vergonha de ter acreditado nele. É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil.”, disse.

O desgaste dentro do governo teve início após uma denúncia  de que Bebianno teria liberado R$ 400 mil do fundo partidário a uma candidata que teve apenas 274 votos em Pernambuco. A suspeita é de que ela teria sido usada como laranja pelo PSL.

A crise se intensificou quando  um dos filhos do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro, foi às redes sociais desmentir Bebianno de que ele tinha falado com seu pai três vezes. O próprio Jair Bolsonaro compartilhou a publicação do filho.

Por: Junior Queiroz em 17 de fevereiro de 2019

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *