Hospital abre inquérito administrativo após troca de corpos de pacientes falecidas por Covid-19 em João Pessoa; funcionário é suspenso

O Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HETSHL), em João Pessoa, abriu um inquérito administrativo para apurar atroca de corpos de pacientes que faleceram em virtude da Covid-19. O diretor geral Laécio Bragante disse que o hospital já identificou onde ocorreu a falha e lamentou o ocorrido. O caso aconteceu na sexta-feira da semana passada, mas só foi divulgado nesta terça-feira (01). 

As duas mulheres, que moravam em João Pessoa e Santa Rita, estavam internadas na unidade de saúde. Elas tinham 56 e 69 anos de idade e tinham o diagnóstico de Covid-19. O diretor geral contou que uma delas, deu entrada no Hospital com fratura. “Mas como de praxe, fazemos exames para detectar ou não Covid-19 e detectamos que ela estava com Covid-19”, explicou.

Ainda de acordo com o diretor geral, houve falha no reconhecimento do familiar, que foi feito por um filho de uma das vítimas, mas também do funcionário que deveria ter exigido mais informações para poder liberar o corpo. “A falha do nosso funcionário acabou sendo liberado para essa família, que levou até a cidade, fez ainda o sepultamento, sem perceber o equívoco”, ressaltou. 

Após ter levado o corpo da Santa Rita, por volta das 11h, a família sepultou a mulher que não sua parente. No entanto, por volta das 15h, da sexta-feira passada, a irmã da mulher chegou ao hospital para reconhecer o corpo e encontrou a falha. O serviço social entrou em contato com a outra família que trouxe o corpo. De acordo com o médico Laécio Bragante, tudo estava resolvido por volta das 16h e cada um conseguiu se despedir de seus entes queridos. 

Um inquérito administrativo foi aberto. “Já identificamos a falha do funcionário. ele foi suspenso nesse período que esta com o inquérito que deve ser concluído em um prazo de 10 dias”, destacou ao portal.

ClickPB

Por: Junior Queiroz em 2 de junho de 2021

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *