Geraldo Medeiros responsabiliza Vigilância Sanitária de CG por desencontro de dados

“Se houver alguma duplicidade ou triplicidade a culpa única e exclusiva da Vigilância em Saúde do município de Campina Grande e da Secretaria Municipal de Campina Grande que não efetiva a retificação dos casos que são duplicados ou triplicados”. A declaração é do secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, que responsabilizou a gestão municipal na Rainha da Borborema pelo desencontro de dados sobre os números da Covid-19 na cidade, nos últimos dias, que conforme boletim, deram um salto na última semana.

Para o secretário, a ausência de profissionais de saúde no comando da pasta também é um dos fatores que prejudicam o monitoramento da pandemia na cidade, já que a alimentação do banco de dados é responsabilidade de cada município.Leia Também:

Proposta de adiamento das eleições deste ano altera datas do calendário eleitoral

“Isso revela um desconhecimento de quem não é da área de saúde e também por ter uma Secretaria Municipal de Saúde que não tem médicos e profissionais de saúde fazendo a gestão”, afirmou. Medeiros ainda revelou que na quinta-feira (25) participou de reunião com os Ministérios Público Federal e Estadual em que também estiveram presentes representantes da saúde de Campina Grande. “Inclusive foi esclarecido pelo próprio secretário de Saúde e pelo coordenador de Vigilância do município a prerrogativa do banco de dados pertence ao município”, afirmou.

Geraldo deixou claro que a Secretaria Estadual de saúde da Paraíba é mera repassadora de dados fornecidos pelas secretarias municipais de saúde de cada cidade.

“ Se houver alguma duplicidade ou triplicidade, isso pode ocorrer de pacientes que realizam os testes de covid-19 várias vezes, essa retificação tem que ser feita também diariamente pela Vigilância em saúde do município de Campina Grande. O que ocorre ao longo desses meses é que a Vigilância em saúde do município de Campina Grande não faz essa retificação diariamente, não tem servidores suficientes para suprir essa falha e consequentemente acumula esse número de pacientes que realizam testes duas, três, quatros vezes. Então é culpa única e exclusiva da Vigilância em Saúde do município de Campina Grande e da Secretaria Municipal de Campina Grande”, esclareceu.

Em nota encaminhada mais cedo, a prefeitura de Campina Grande explicou que os números realmente foram duplicados e que já houve a retificação.

CONFIRA

A Diretoria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde de Campina Grande detectou duplicidade em casos positivos de Covid-19 no banco de dados de notificações da doença da Secretaria de Estado da Saúde – SES. Por conta disso, o número de casos confirmados da Covid-19 em Campina Grande que estavam duplicados foram excluídos do Boletim Epidemiológico desta quinta-feira, 25.

PB Agora

Por: Junior Queiroz em 27 de junho de 2020

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *