Zizo Mamede e Dr Romualdo discutem saúde em live pelas redes sociais

Em live apresentada nesta quarta-feira, 19, em sua conta do facebook, o pré-candidato a prefeito de Serra Branca pelo PT, o professor Zizo Mamede discutiu a importância da saúde pública em tempos de pandemia.

Como convidados o médico Romualdo Quirino, pré-candidato a prefeito do Congo pelo PSB e a professora Cristina França, presidente do PT – Serra Branca, que também é pré-candidata a vice-prefeita e que sugeriu o tema desta live, considerando uma proposta de política de sucateamento da saúde pública em benefício de um saúde privada.  

Além de uma análise mais conjuntural da pandemia provocada pelo coronavirus, o Dr. Romualdo Quirino ressaltou a importância dos cuidados que todos devem ter para se protegerem e a dificuldade no combate a este vírus, considerando que a maioria dos infectados são assintomáticos, o que dificulta o diagnóstico e uma ação mais efetiva: “diante desta dificuldade, a ação de quem está a frente de um governo, por sua representatividade, é de no mínimo dar um bom exemplo ao povo, de como agir no cotidiano, além de dar as condições necessárias para a efetivação de uma política específica para impedir a proliferação deste vírus”.

Para a professora Cristina França esta pandemia serviu para se perceber a importância de sistema público de saúde: “apesar de não termos feito um período de quarentena adequado –  como fizeram alguns países – o que resultou em mais de cem mil mortes provocadas pelo covid-19, porém fica claro da necessidade de lutarmos e defendermos o nosso sistema unificado de saúde, o nosso SUS. Sem ele a situação seria muito, mais muito pior. Vimos países ricos industrialmente, com uma grande economia, mas que com sua saúde privada não conseguiram conter o avanço do coronavirus”.

A professora Cristina ressaltou a necessidade da efetivação de uma política específica para a saúde da mulher, através de um atendimento especializado pelo Consórcio de Saúde do Cariri, o CISCO, mantido com recursos do SUS, visto que há uma falta de assistência e que esta foi agravada pela pandemia.

Para suprir este déficit em atedimento especializado para a mulher foi proposto uma descentralização dos grandes centros,  equipando a rede de hospitais na região e possibilitando as especialidade específicas, a exemplo de tratamento ao câncer de mama e de colo do útero.   

“Cuidar da mulher, cuidar da criança, cuidar do povo. Esta é nossa preocupação enquanto ser político e cidadão”, foi o que observou o pré-candidato Zizo Mamede, ao dar o seu testemunho de tempos idos, quando não havia as facilidades no acesso a instrumentos de combate à doenças infecto-contagiosas, como a vacina.

Ascom

Por: Junior Queiroz em 21 de agosto de 2020

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *