Ricardo diz que oposição precisa explicar relação com crime organizado em Campina; citou “Romarinho” e “Valquíria Jane”

O governador Ricardo Coutinho (PSB) fez uma live na noite desta terça-feira, 11, nas suas redes sociais e um dos temas abordados foi o ataque ao Presídio de Segurança Maxima PB 1 e o resgate de presos integrantes de uma quadrilha de atuação regional de explosão de bancos, conhecida como “Gang da .50”. O governador condenou o aproveitamento político do caso e cobrou explicações de parte da oposição, que segundo o governador, mantém algum tipo de relação com o crime organizado.

Ricardo citou os casos do “Romarinho”, que foi o alvo principal do resgate do PB1 e era servidor comissionado do gabinete do prefeito de Campina Grande e da candidata a deputada estadual, Valquíria Jane, do PSDB, que foi presa com carga roubada dentro de casa, inclusive munição para fuzil.

“Eles não dão explicações sobre essas relações e ainda ficam torcendo para alguma coisa ruim acontecer para vim criticar. Eles não tem moral para debater segurança comigo. O governo não faz pacto com o crime organizado”, destacou.

Ricardo falou ainda sobre Educação, Saúde, Geração de Emprego e Renda e respondeu a pergunta se internautas.

Marcos Weric

Por: Junior Queiroz em 12 de setembro de 2018

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *