Ponto turístico do Cariri é destaque em matéria do UOL

Com praias que remetem a imagens do paraíso, a Paraíba também abriga, a aproximadamente 200 quilômetros de João Pessoa, um destino turístico que parece parte de um mundo extraterrestre: Lajedo de Pai Mateus.

Situado no meio de uma região remota do interior paraibano, o local é uma elevação rochosa que sustenta formações de granito gigantescas, que chamam a atenção com exóticos formatos arredondados — e algumas delas chegam a mais de quatro metros de altura.

São obras da natureza que, em alguns casos, lembram objetos do cotidiano: uma das formações rochosas, por exemplo, ganhou o apelido de Pedra do Capacete. Outras apresentam um formato arqueado que lembra o de tetos de casas. E há ainda rochas arredondadas menores espalhadas aqui e acolá, como se fossem bolinhas de gude de um gigante.

Lajedo de Pai Mateus - Acervo PBTur/Marco Pimentel

Das partes mais altas da elevação rochosa, é possível curtir uma visão panorâmica incrível desta área do Estado da Paraíba, em um horizonte marcado por muita natureza e com quase nenhuma construção erguida pelo homem.

Pôr do sol e passeio no breu

Passeio por Lajedo de Pai Mateus - Acervo PBTur/Marco Pimentel - Acervo PBTur/Marco Pimentel

O nome deste destino turístico paraibano tem origem em um curandeiro conhecido como Pai Mateus, que, no século 18, teria vivido na área como eremita, dentro de uma das rochas locais.

Verdadeira ou não, a história agrega ainda mais riqueza à atmosfera mágica do Lajedo, cuja paisagem costuma atingir o ápice de sua beleza no fim da tarde.

É na proximidade do pôr do sol, afinal, que o céu da região frequentemente ganha intensos tons amarelados e alaranjados, enquanto algumas das formações rochosas ficam douradas.

Lajedo de Pai Mateus - Acervo PBTur/Marco Pimentel - Acervo PBTur/Marco Pimentel

Neste horário, os visitantes se sentam junto aos blocos de granito e admiram, de ângulo mais do que privilegiado, o sol desaparecendo no horizonte, enquanto seus raios atravessam as formações rochosas do Lajedo.

E a chegada da escuridão não significa o fim do passeio. Pelo contrário.

É possível caminhar pelo Lajedo de Pai Mateus à noite, sob um céu estrelado e com a lua ajudando a iluminar toda a área.

Entardecer em Lajedo de Pai Mateus - Acervo PBTur/Marco Pimentel - Acervo PBTur/Marco Pimentel

“Roliúde Nordestina”

O Lajedo de Pai Mateus faz parte da cidade de Cabaceiras — e o centro deste município paraibano é outra atração imperdível na região.

Recheado de construções como casinhas coloridas e igrejas fotogênicas, o lugar já foi locação para produções cinematográficas nacionais, como o filme “O Auto da Compadecida” (lançado no ano de 2000 e estrelado por Selton Mello e Matheus Nachtergaele), o que rendeu a Cabaceiras o apelido de “Roliúde Nordestina”.

Lajedo de Pai Mateus guarda cenários de ficção - Acervo PBTur/Marco Pimentel - Acervo PBTur/Marco Pimentel

E há outros incríveis atrativos na área.

Um deles se chama Saca de Lã e está localizado a cerca de 20 quilômetros da zona urbana de Cabaceiras (perto do Lajedo de Pai Mateus): trata-se de um conjunto de formações rochosas que parece ter sido empilhado pela mão humana e que, segundo a população local, lembra fardos de algodão colocados uns sobre os outros.

Já no Lajedo Manoel de Sousa (a aproximadamente 20 quilômetros da zona urbana de Cabaceiras), os turistam encontram um interessante conjunto de pinturas rupestres.

A zona urbana de Cabaceiras oferece hotéis e pousadas que podem ser boas opções de estadia para os visitantes do Lajedo de Pai Mateus.

As visitas ao Lajedo de Pai Mateus e outros atrativos da área precisam ser feitas na companhia de guias, acessíveis pelo link https://cabaceiras.pb.gov.br/turismo/condutores-de-turismo/.

Com UOL

Por: Junior Queiroz em 27 de junho de 2021

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *